Conta Loios
rostos.pt
PESQUISAR     
    HOME  |   FICHA TÉCNICA   |   ESTATUTO EDITORIAL   |   ASSINATURAS  |   EDIÇÃO IMPRESSA  |   NEWSLETTER  |    RSS  |    TWITTER  |    FACEBOOK  
INFERÊNCIAS
Horóscopos Diários
Dia 24 de Setembro 2017
Por Maria Helena


Por dentro dos dias - Barreiro
Eu vi florir uma lágrima nos teus olhos


Barreiro – Rosto da Semana
Baía do Tejo – porque ousou pensar futuro


Por dentro dos dias - Barreiro
Meu primeiro sonho foi surpreendente


A(nota)mentos
O Barreiro na Europa
- exemplos que todos devíamos valorizar


COLUNISTAS
Lei de Lavoisier
Por Nuno Santa Clara
Barreiro



ENTORSES
Por José Caria
Montijo


Notas soltas
Por Jorge Fagundes
Barreiro


Medos e confusões
Por Carlos Alberto Correia
Barreiro


Baixa da Banheira, uma questão de memória
Por Nuno Miguel Fialho Cavaco
Moita


BASTIDORES
Candidatos do CDS Barreiro reuniram com a Administração da Transtejo & Soflusa
«PS não investe na Soflusa»


Jerónimo de Sousa na região de Setúbal
Hoje comício no Barreiro na SIRB «Os Penicheiros»


Eleições Autárquicas 2017
Campanha da candidatura do PSD Barreiro


Barreiro - Bruno Vitorino candidato do PSD à presidência da CMB
PS ao repetir promessas de 2001 «só ajuda a CDU»


Barreiro - Candidatos do CDS
Visitam SOS Bicharada


Degradação da oferta do transporte fluvial para os utentes no Barreiro
Supressão de transporte fluvial leva a pedido de reunião urgente à Tutel


Deputado do PAN na Assembleia da República
Participa na campanha da candidatura no concelho do Barreiro


Transporte abaixo das necessidades dos milhares de utentes
que utilizam a via fluvial para se deslocarem entre o Barreiro e Lisboa.


PS APOSTA NO TURISMO
AMBIÇÃO PASSA POR INOVAR E COLOCAR O BARREIRO NO MAPA.


AS EMPRESAS
Em reunião com representantes sindicais administração da Volkswagen Autoeuropa
Reconheceu que o modelo de horário apresentado continha aspecto


Montijo - SIMARSUL avança com a construção da ETAR de Canha
Um investimento de cerca de 1,2 milhões de euros


DESPORTO
Moita - Meia Maratona Ribeirinha
Inscrições abertas


Clube de Vela do Barreiro
Maria Tavares termina no 4º lugar da geral (3º feminino) no Nacional de Iniciados


Barreiro - Ana Xavier do Badmintom do Luso Futebol Clube
Conquista 2º lugar na 22ª Edição do Open Oeiras


Atletas do Grupo Desportivo dos Ferroviários do Barreiro
Conquistam diversos títulos de campeões nacionais


AS ESCOLAS
Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior na sessão
de acolhimento aos novos estudantes do Politécnico de Setúbal


SETÚBAL - Projeto ILEGAL vence final nacional do 14.º Poliempreende
A marca, criada em coautoria por um estudante do IPS, deverá estar no merc


Estudantes CTeSP aumentam 15 por cento no Politécnico de Setúbal
Cerca de 500 vão frequentar esta oferta formativa de curta duração


Barreiro - Requalificação da Escola Básica nº 8
Inclui substituição total do revestimento da cobertura de fibrocimento


CENTRO QUALIFICA NO CONCELHO DO BARREIRO
As inscrições já se encontram abertas!
. Na Escola Secundária de Santo André


REPORTAGEM
Sofia Martins no Rotary Club do Barreiro
«Hoje temos aspirações a ter uma cidade de topo»


Barreiro - No ano dos 150 anos da velhinha lavradiense
O «Hino da SFAL» tocado por três bandas foi vivido com muita emoção


Mário Durval, candidato do BE à presidência da Câmara Municipal do Barreiro
«Com pelouro ou pelourinho irei fazer a diferença»


Rui Garcia, presidente da Câmara Municipal da Moita
Poder Local Democrático acção insubstituível na transformação e progresso


Barreiro - Concurso de Fotografia
António Mendes Rosa foi o vencedor
. Premiados Filipe Cardeira e Joaquina Coelho Bernardo


Barreiro - Bruno Vitorino, candidato do PSD à presidência da CMB
“Não estou à procura de nenhuma geringonça local»


Frederico Rosa no Rotary Club do Barreiro
«Está de todo afastado que o PS concorre às eleições para correr com os comunistas»


Barreiro vai receber na próxima época
Provas de Atletismo da Associação de Setúbal


MOLDURA
No Forum Barreiro
Budgie Open Show Portugal a 7 e 8 de outubro


Barreiro - Dia Mundial do Turismo
Viagens no Varino Pestarola
. 27 de setembro


Edição de Setembro da OUT.RA Música traz ao Barreiro
GREG FOX um nome grande do «underground» mundial


No Auditório da Biblioteca da Câmara Municipal do Barreiro
SEMINÁRIO CAMPANHA IBÉRICA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRABALHO
«Conhecer Me


Barreiro - Comédia «Tempestade num Copo d’Água»
Marina Mota e Carlos Cunha no Auditório Municipal Augusto Cabrita


«EU VOU!!!» promove a mobilidade sustentável no Barreiro, Moita e Montijo
Um passatempo para partilhar uma fotografia e respetiva frase criativ


AUTARQUIAS
Barreiro - Novas instalações da CPCJ
Melhores condições de trabalho e de privacidade para os utentes


Barreiro - Moinho de Vento de Alburrica
Tem velas a partir de hoje


OPINIÃO
DIREITOS GARANTIDOS E NÃO TEMPORÁRIOS
Por Francisco Oliveira
Barreiro


O BRT desacredita o PSD, o CDS e a política em geral
Por José Bastos
Montijo


Greve na Autoeuropa ou um «crash test»
Por Daniel Bernardino
Palmela


ACÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL E O OSTOMIZADO, INTERNACIONALIZAR O NOSSO CONHECIMENTO
Potr Vitor Bento Munhão
Barreiro


Parque Catarina Eufémia ou Parque da Vila no Barreiro, o que fazer?
Por Augusto Coelho
Barreiro


ASSOCIATIVISMO
Barreiro - Grupo Desportivo Fabril vai atribuir distinção sócio de mérito
a Bruno Vitorino, Sérgio Saraiva e Rui de Carvalho


Barreiro – Exposição de Artistas do Lavradio
Patente ao público de 15 a 30 de Setembro


CULTURA
Inauguração da Reserva de Arqueologia
Apresentação do projeto da Carta do Património do Concelho da Moita


Moita - «Percursos Sonoros» de Ana Rita Correia
Apresentação do trabalho


Após cerca de sessenta anos de ausência de novo no Barreiro
Missa cantada com coro na Igreja de Nossa Senhora do Rosário


LIVROS
Galeria Municipal do Montijo recebe sábado
Apresentação do Livro «O Casamento Dinástico e Sagrado de Maria Madalena com Jesus»


POSTAIS
Rotários do Barreiro aplaudiram Carlos Humberto
Deixa «uma marca que todos reconhecemos»


Passeio da Memória no Barreiro
Este ano voltámos a bater recordes


Barreiro - Alargamento de carreiras dos TCB
Esta criado Grupo de Trabalho com municípios da Moita, Palmela, Seixal e Sesimbra


Projecto apresentado no Barreiro
Aprovado no primeiro Orçamento Participativo de Portugal


Quadro «Fernando Pessoa» de Dália Cordeiro do Barreiro
Roubado na exposição «RAIZES» no Hotel Vila Galé Tavira


ARTES
Auditório Municipal Augusto Cabrita Barreiro
Exposição de pintura «OPERA BUFFA» de Pedro Espanhol


AGENDA
FORUM BARREIRO - BARREIRO
Castello Lopes Cinemas
Programação Semanal


EUROPA
Acordo comercial União Europeia -Canadá
Entra em vigor


reportagem rostos.pt - o seu diário digital

Rui Garcia, presidente da Câmara Municipal da Moita
Poder Local Democrático acção insubstituível na transformação e progresso

Rui Garcia, presidente da Câmara Municipal da Moita <br />
Poder Local Democrático acção insubstituível na transformação e progresso<br />
“Construir uma vivência comum e ultrapassar tensões entre modos de vida e culturas distintas, no meio de processos de rápida transformação social”, é o resultado da realidade social do concelho, sublinhou Rui Gracia, esta manhã, no decorrer da cerimónia de homenagem a a munícipes e instituições, evento que marca anualmente o Dia do Municipio.

Um momento musical com a agradável participação de Pedro Almeida marcou a abertura da cerimónia que decorreu nos Paços do Concelho da Moita
Hoje, Feriado no concelho da Moita, o Dia do Municipio, anualmente marcada por este ponto de encontro, no qual que a autarquia presta homenagem, como referiu Rui Garcia, presidente da Câmara – “a pessoas que, individualmente ou através das instituições em que participam, dão contributos marcantes em áreas diversas da vida da nossa comunidade”.
A abrir um momento musical com a agradável participação de Pedro Almeida.
“Procuramos conferir a este dia um significado mais rico e desejavelmente mais mobilizador”, e, “mobilizados para o desenvolvimento deste território e desta comunidade”, referiu Rui Garcia.

Cruzamento entre lugares multiseculares
.
“O nosso é um Concelho de pequeno território, mas ainda assim marcado pela diversidade” sublinhou o presidente da Câmara Municipal da Moita.
Referiu que este é um concelho – “onde se constrói um destino comum no marco do cruzamento entre lugares multiseculares que transportam uma identidade muito ligada ao mundo rural e ao rio e as novas comunidades resultantes da irrupção brusca e desordenada da industrialização e da urbanização da segunda metade do século passado”.
Recordou que o concelho é formado por pessoas oriundas de “diversas partes do país e do mundo que trouxeram a este território a multiculturalidade que hoje o caracteriza.”.
“Construir uma vivência comum e ultrapassar tensões entre modos de vida e culturas distintas, no meio de processos de rápida transformação social”, é o resultado da realidade social do concelho.

Poder Local Democrático e a sua acção única e insubstituível

.
O autarca salientou o papel do – “Poder Local Democrático e a sua acção, única e insubstituível, na transformação e no progresso ocorrido nas condições de vida das populações nas últimas quatro décadas”.
“Não é possível subestimar a importância para a democracia portuguesa deste Poder Local, com representatividade, com autonomia e com meios para exercer o governo local em prol dos interesses populares”, disse.

Uma contribuição “à nossa vida colectiva”

Sobre os homenageados, o edil, começou por salientar aqueles que são os “anónimos” referindo-se a Manuel Angélica tem 41 anos de serviço na Câmara Municipal da Moita e tem 56 de idade.
“Quer isso dizer que começou a trabalhar no Município ainda com 15 anos. É operário. Se as actuais regras não mudarem, para se aposentar com a pensão de reforma máxima terá de trabalhar durante mais de 50 anos. Se se aposentar agora ficará a receber menos de metade do actual vencimento”, disse.
Uma homenagem, através dele a todos que dão uma contribuição “à nossa vida colectiva”. Ao “Manuel Angélica é devido um grande Obrigado, por uma vida de trabalho nesta autarquia”

Uma importante acção de apoio à infância e à velhice

Sobre o Centro Paroquial de Acção Social da Moita, o autarca, referiu através dele a Igreja Católica desenvolveu – “uma importante acção de apoio à infância e à velhice, com dois importantes equipamentos, assumindo um papel de grande relevo na prestação de cuidados, dos quais a nossa sociedade, por insuficiência do Estado, tem sido muito carente.”
“A sua acção, que pode e deve ser convergente com a acção das autarquias e do Estado, deve contribuir para o objectivo último e mais nobre: eliminar a desigualdade, a pobreza e a exclusão, pois estes fenómenos sociais podem ser ultrapassados por uma evolução social regida pelos princípios do humanismo, partilhados pela religião cristã.”, disse.

Clube vive um importante período de revitalização

Sobre o Sporting Clube Vinhense que completou 50 anosm recordou que integra o vasto movimento associativo que caracteriza o concelho.
“O Vinhense tem um rico historial que, só por si, justifica a homenagem que lhe é prestada. Mas é justo assinalar que o Clube vive um importante período de revitalização”, sublinhou.
“O trabalho que tem estado a ser desenvolvido pelo Vinhense e o sucesso que está a alcançar demonstra qual o caminho necessário para ultrapassar períodos menos bons que sempre podem ocorrer na vida das instituições”, salientou o edil.

Economia do concelho foi condicionada pelo domínio do mundo rural

Rui Garcia, referiu que “a economia do concelho foi condicionada pelo domínio do mundo rural, que se estendia à classe política até ao 25 de Abril de 1974”, dando origem que a agricultura e a pecuária foram sectores dominantes, acrescidos dos transportes fluviais.
“A industrialização não foi fomentada pela governação local e apenas a indústria corticeira teve alguma relevância no Concelho até ao final dos anos de 1970”, sublinhou Rui Garcia.
“O declínio deste sector inicia-se por esta época e, em simultâneo, inicia-se a instalação no território de diversas unidades industriais de vestuário, em regra propriedade ou concessionárias de multinacionais, que no entanto têm também uma presença efémera que dura apenas cerca de trinta anos. É paradoxal que um concelho que tem a sua grande expansão demográfica associada à industrialização, não tenha ele próprio, até ao final do século passado, indústrias de relevo, com excepção da construção civil”, disse.

A maior empresa do sector da distribuição alimentar

Esta nota foi serviu ao edil para referir a importância de Celestino Loução, que abriu o seu primeiro talho em 1980, em pleno início da crise que resultou da destruição da indústria da região.
As Carnes Loução - “é hoje a maior empresa do sector da distribuição alimentar sedeada no nosso Concelho. Com oito lojas, seis das quais espalhadas por Alhos Vedros, Baixa da Banheira e Moita e ainda com a Fábrica de Desmanche e Transformação situada na Quinta dos Machados, as Carnes Loução empregam 60 pessoas e continuam a projectar um futuro de investimento e crescimento, sustentado no prestígio que granjeou junto dos consumidores”.

Força da resiliência de pessoas como Lídia Ortiz

Rui Garcia salientou que – “a paisagem urbana constrói-se também com marcos, lugares que são por todos conhecidos e que contribuem para a identidade própria de cada comunidade.”
Referiu que – “o pequeno comércio foi durante décadas uma grande fonte dessa paisagem social. A memória das vilas da nossa juventude é povoada pela mercearia, pela padaria, pela taberna, pela farmácia, pela papelaria, e por tantas outras pequenas lojas que asseguravam (quase) todas as necessidades da população”
Por outro lado salientou que – “a transformação dos hábitos de consumo, a avalancha da grande distribuição e das marcas internacionais, enfim, a mudança da sociedade nas últimas décadas, não foi clemente para o comércio tradicional.”
“Mas este ainda resiste, com a força da resiliência de pessoas como Lídia Ortiz. Desde o início de 1974 que a retrosaria Ortiz serviu milhares de banheirenses e tantos anos depois lá continua”, disse ao evocar a homenageada na área de Mérito Económico e Social.

Os barcos do Tejo perderam a sua função económica

Rui Garcia. salientou o povoamento deste território está associado ao Tejo e às actividades fluviais.
“É na base do transporte fluvial para Lisboa que crescem as comunidades que integram o território actual do Concelho. Os barcos são o instrumento fundamental dessa actividade e neles foi aplicado, ao longo dos séculos, o conhecimento acumulado por gerações e as mais modernas técnicas de construção naval da época, aliás, as técnicas de construção e de navegação que levaram os portugueses à epopeia dos Descobrimentos.”, afirmou.
Recordou que no final do século XX – “a modernização dos transportes tudo mudou. Os barcos do Tejo perderam a sua função económica. O próprio Rio foi transformado num imenso vazadouro das indústrias que nasceram nas suas margens e das cidades em crescimento. Há trinta anos atrás, em todos os esteiros deste lado do Tejo se encontravam carcaças de barcos a apodrecer. E os barcos do Tejo quase desapareceram”.

Apaixonado defensor dos barcos típicos do Tejo

“Hoje, os barcos típicos do Tejo voltaram a navegar e constituem um património cultural inestimável. Neles estão condensados séculos de história e uma manifestação única de arte popular”, disse.
Rui Garcia salientou o contributo do Professor Carvalho Rodrigues, como – “um apaixonado defensor dos barcos típicos do Tejo e é nessa qualidade que o seu caminho se cruza com o nosso Concelho”.
Salientou que o Professor Carvalho Rodrigues, com sues conhecimentos, ao seu esforço e perseverança foi determinante para a “defesa do património cultural e histórico que são os barcos típicos do Tejo”..
Ao Professor Carvalho Rodrigues foi atribuída a Medalha de Mérito Cultural – “ pelo seu extraordinário contributo para o reconhecimento, salvaguarda e divulgação deste património, que sentimos nosso, mas sabemos que é também de toda a região e do país”. disse Rui Garcia.

Homenagem simbólica aos barcos do Tejo

O autarca a finalizar sublinhou a – “pequena maravilha que embeleza a entrada da Câmara Municipal por ocasião das Festas. Esta réplica da proa do varino Boa Viagem é uma homenagem simbólica aos barcos do Tejo, mas o que quero destacar é que ela foi construída no estaleiro do Mestre Jaime, por ele e pela sua equipa de artesãos, que lhe aplicaram as mesmas técnicas e arte que aplicam na construção de barcos verdadeiros. A eles endereço um profundo agradecimento, bem como ao Carlos Jorge que a concebeu e a todos os demais que colaboraram na sua construção e instalação".

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10154822217742681

12.09.2017 - 17:23
Imprimir   imprimir

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Partilhar: partilhar no facebook  TwitThis  digg it  Google Bookmark  Technorati  guardar link no del.icio.us 

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital

comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia.

rostos.pt - o seu diário digital

envie o seu comentário

rostos.pt - o seu diário digital

PUB.

rostos.pt - o seu diário digital





rostos.pt - o seu diário digital

Pesquisar outras notícias no Google

rostos.pt - o seu diário digital

rostos.pt - o seu diário digital

Design: Rostos Design. Fotografia e Textos: Jornal Rostos.
Copyright © 2002-2017 Todos os direitos reservados.

PUB.

PUB.

PUB.

REVISTA ROSTOS

PUB.

ROSTOS APOIA

ROSTOS APOIA

DAMOS ROSTOS ÀS CIDADES

PUB.

PUB.

PUB. - ANUNCIO

DIVULGAÇÃO

EDIÇÃO IMPRESSA


OUTRAS EDIÇÕES

  

  

VIDEOS ROSTOS

CANAL ROSTOS NOS VIDEOS SAPO


LIGAÇÕES

MARTA SOUSA PEREIRA Photography


ENTRE TEJO E SADO - BLOG SAPO LOCAL


SAPO LOCAL


GOOGLE NEWS - BARREIRO


JORNAIS E REVISTAS


CAMARA MUNICIPAL DO BARREIRO


CAMARA MUNICIPAL DA MOITA


BLOG DEDICADO A LAURA SEIXAS


ARTBARREIRO.COM


BANDA MUNICIPAL DO BARREIRO


MEMBRO DA

AIND