Conta Loios

reportagem

Criação do Gabinete de Apoio à Vitima no Barreiro e Moita
Concretiza décima resposta no Distrito de Setúbal na Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica

Criação do Gabinete de Apoio à Vitima no Barreiro e Moita<br />
Concretiza décima resposta no Distrito de Setúbal na Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica<br />
. Distrito de Setúbal ocupa 3º lugar ao nível nacional

. Maus tratos físicos e psicológicas ocorrem no seio da família - 4000 vitimas são crianças

Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, salientou que com a criação do Gabinete de Apoio à Vitima nos concelhos do Barreiro e Moita, esta era a décima resposta implementada no Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica ao nível do Distrito de Setúbal.

A Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade,
no decorrer da cerimónia de assinatura do protocolo destinado a criação de um Gabinete de Apoio à Vitima, no âmbito da ampliação da Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica para os concelhos do Barreiro e da Moita, alertou para a importância da formação e capacitação de competências dos profissionais, nas diferentes áreas, envolvidos na Rede Nacional.
Referiu que, ao longo deste ano 440 magistrados, receberam formação e que estão a decorrer acções de capacitação ao nível de Oficiais da Justiça.
Referiu ainda a necessidade de se evitarem, neste âmbito “intervenções voluntaristas”, sendo para tal essencial que a rede de respostas de apoio às vitimas seja enquadrada na Rede Nacional, que desenvolve a sua actividade com base em “boas práticas” e que é uma “rede de conhecimentos”.

4000 vitimas são crianças

Rosa Monteiro, sublinhou que são preocupantes o números de vitimas de violência doméstica, referindo que em 2017, foram registados 26.500 situações, sendo o número de 4000 vitimas crianças.
Recordou que o Distrito de Setúbal ocupa o 3º lugar ao nível nacional no registo de ocorrências de violência doméstica.
Sublinhou que a violência ocorre quer ao nível sexual, psicológica e homicídio.

Maus tratos físicos e psicológicas ocorrem no seio da família

Raquel Duarte, Secretária de Estado da Saúde, também presente na cerimónia que decorreu no Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Barreiro, alertou para o facto de a génese das situações de violência doméstica, de maus tratos físicos e psicológicas, ocorrem no seio da família, onde a pessoa devia sentir-se mais segura.
Sublinhou a necessidade de serem desenvolvidas acções de prevenção e criar respostas, com base num trabalho intersectorial, de forma a optimizar recursos.
Defendeu que os Serviços de Saúde devem participar em pleno em todo o processo.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10155831182857681

02.12.2018 - 17:05

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.