Conta Loios

reportagem

Barreiro – Rute Pio Lopes abre Encontros «O autor e os livros»
Fotografia foi sempre uma grande paixão da minha vida
. Sintonia é unir palavra a poesia

Barreiro – Rute Pio Lopes abre Encontros «O autor e os livros»<br>
Fotografia foi sempre uma grande paixão da minha vida<br>
. Sintonia é unir palavra a poesia <br>
Foi desenvolvendo o hábito de fotografar e legendar as fotografias que nasceu o seu livro «Sintonias». Juntar texto e fotografia era a forma de se expressar.

“Os poemas que eram legendas das fotografias, eram as minhas emoções a minha forma de sentir a vida, as paisagens, o rio…”, refere Rute Pio Lopes.

O Ciclo de Encontros «O autor e os livros», uma iniciativa do Grupos de «Escritores e Autores do Barreiro», em cooperação com a Biblioteca Municipal do Barreiro e o apoio do jornal «Rostos», arrancou no sábado, dia 13 de Abril, tendo como primeiro interveniente Rute Pio Lopes, que deu a conhecer o seu percurso de vida, a sua paixão pela fotografia e a «sintonia» entre esta e a poesia, que está na origem da publicação do seu primeiro livro «Sintonias».

Rute Pio Lopes, nasceu em 1970, na Clinica Laura Seixas, onde, nessa década, nasceram milhares. Frequentou a escola do ensino básico no Lavradio, tendo como professora Narita Caetano, depois rumou à Escola Álvaro Velho e Escola Alfredo da Silva – “onde tive muitos amigos e eramos como uma família”.
Aos 18 anos começou a sua vida profissional, e, trabalhando de dia e estudando à noite, concluiu a sua licenciatura em Gestão – “Não foi fácil. Foi preciso muita força de vontade”.
Recorda que foram cinco anos de trabalho mas que contou sempre com a amizade dos seus colegas
Após a conclusão da Licenciatura rumou ao Montijo, e, nas suas passagens pela Moita, decidiu ali comprar casa – “o Barreiro estava muito estagnado”.
Casou. Tem dois lindos filhotes – a Joana e o Pedro. Depois a vida tomou outro rumo com o divórcio.

Fotografia faz parte da minha vida

“A fotografia foi sempre uma grande paixão da minha vida. Olhava a paisagem e parava para fotografar. A fotografia faz parte da minha vida”, sublinha.
Referiu que foi desenvolvendo o hábito de fotografar e legendar as fotografias, que foi descobrindo a escrita – “queria transmitir o que sentia com a alma e com o coração”, refere.
“Fui crescendo ao ser apreciada. Os contactos, a partilha, eram momentos de aprendizagem”, recorda.
“O que eu escrevia eram legendas. Não o sentia como poemas, eram legendas das fotografias. Hoje escrevo. Ocorro-me uma frase, registo para depois desenvolver. Nunca sei como vai acabar. é assim que escrevo os meus poemas ”, salienta.
Refere que foi uma “resistente” a entrar na rede de facebook, até que decidiu começar a publicar as fotografias com as respectivas legendas- poemas.
“As pessoas comentavam e gostavam”, recorda.
“Juntar as duas era a minha forma de me expressar. Os poemas eram as legendas das fotografias, eram as minhas emoções, eram a minha forma de sentir a vida, as paisagens, o rio.”. comenta.
E, diz, com a simplicidade – “ foi assim, que nasceu o seu primeiro livro, enviei os poemas e as fotografias para uma editora, eles gostaram e disseram-me que era para publicar, que era uma forma diferente de publicar poesia”.
Foi a Biblioteca Municipal do Barreiro que acolheu o lançamento do seu livro «Sintonias».

“Um título com uma só palavra que diga tudo o que o livro é - a fotografia e o texto em sintonia. Foi assim que nasceu o título”, recorda Rute Pio Lopes.

Dar a conhecer autores barreirenses

A Sala Multiusos da Biblioteca Municipal do Barreiro recebeu este primeiro encontro de um «Ciclo de Encontros» - O Autor e os livros.
Foi uma tarde viva que permitiu conhecer Rute Pio Lopes, sua vida e obra poética.
“O objectivo deste ciclo de encontros é esse, dar a conhecer autores barreirenses, e proporcionar o diálogo entre autores da comunidade”, salientou António Sousa Pereira, director do jornal «Rostos».
Na abertura da sessão esteve presente Frederico Rosa, presidente da Câmara Municipal do Barreiro, que considerou que esta é uma actividade que se encaixa na Biblioteca – “é uma excelente ideia”.

O próximo encontro está agendado para o dia 11 de Maio, pelas 16 horas, com Carlos Alberto Correia.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10156092773397681

14.04.2019 - 21:57

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.