Conta Loios

reportagem

Livro «Uma vida em microcontos» de Vítor Capela Batista.
«História de uma vida» ou «uma vida em micro estórias»

Livro «Uma vida em microcontos» de Vítor Capela Batista.<br>
«História de uma vida» ou «uma vida em micro estórias» <br>
Hoje, no salão do Grupo Dramático Recreativo «Os Leças», decorreu o lançamento do livro «Uma vida em microcontos», de Vítor Capela Batista.

Este livro é um legado dos seus 70 anos de vida, á familia, aos sofredores, aos amigos, ao Barreiro e aos barreirenses, disse António Costa, autor do prefácio.

Vítor Capela Batista, natural do Barreiro, licenciado em engenharia Quimica, pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa, actualmente jubilado. Foi responsável pela fábrica dos Adubos da CUF, a partir de 1 de Fevereiro de 1974, trasitando para a Quimigal e para a Adubos de Portugal.
Foi sempre um apaixonado pela escrita, cultivando o conto, a quadra e a trova. Nestas modalidades literárias conquistou diversos 1º s prémios em Jogos Florais no Brasil e em Portugal.

Uma forma de testar capacidades e de competição

Hoje, dia 28 de Setembro, Vítor Capela Batista assinalou os seus 70 anos, motivo que proporcionou um encontro de familia e foi o pretexto para o lançamento do seu livro «Uma vida em microcontos».
António Capela da Costa, autor do prefácio da obra, recordou o percurso académico e que sempre fez da literatura ‘uma forma de testar capacidades e de competição’.
Sublinhou que Vítor Batista, há 25 anos que padece de uma enfermidade que o limita nos movimentos, tendo encontrado na escrita um caminho de ‘superação”.
Este livro é um legado dos seus 70 anos de vida, à familia, aos sofredores, aos amigos, ao Barreiro e aos barreirenses, disse António Costa.

Desafio para nos encontrarmos mais vezes

Rita, filha do autor, salientou que a tarde de hoje, para toda a familia é uma lição de vida, que ‘deixa o desafio para nos encontrarmos mais vezes‘, recordando que normalmente ‘só nos encontramos em momentos tristes’.
Sublinhou que a tarde, para além do lançamento do livro de seu pai, aos amigos e à familia, proporcionou o reencontro de familiares que não se viam há já algum tempo – ‘temos que repetir estes encontros mais vezes’.
Maria Fernanda, esposa, agradeceu a presença de todos e expressou a alegria da partilha deste momento familiar.
Humor, ironia e critica social

António Sousa Pereira, director do jornal ‘Rostos’, salientou que os microcontos de Vítor Capela Batista, ‘são histórias de vida’, e, na sua leitura tem que ser encontrado o texto e a realidade que está por trás de cada texto.
Recordou que teve o primeiro contacto com os microcontos, há um ano atrás, e, agora, que os pode ler impressos, lamentou ter perdido a oportunidade de não ter sido o primeiro a vivenciar o livro completo e registar o sentido de humor, ironia e critica social , contido em cada microconto – “é preciso ler em cada micro conto o dito e o não dito, o que está por trás de cada texto”.

Está muito da minha vida

Vítor Capelo Batista, recordou que no conjunto dos microcontos editados ‘está muito da minha vida”.
Alertou para a dificuldades que existe em produzir microcontos, especialmente naquelas situações que para os escrever – ‘parte-se de uma palavra dada para o conto”.
Sublinhou que em dezembro espera editar um novo livro de micro contos, só que desta vez, os microcontos criados, não nascem a partir de uma palavra – ‘agora parto do conto para a palavra, ´é muito diferente’, disse.

A tarde foi, também, o momento para assinalar os 70 anos de Vitor Capelo Batista, reunindo amigos e familiares ao redor do bolo, cantando em coro «Parabéns a você».

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10156445058787681

28.09.2019 - 20:11

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.