Conta Loios

reportagem

Barreiro - «Escrita Literária: Leituras» de Maria do Rosário Vaz.
«É o imaginário de pedras de escrita solta»

Barreiro - «Escrita Literária: Leituras» de Maria do Rosário Vaz.<br />
«É o imaginário de pedras de escrita solta» A literatura faz parte do seu percurso de vida, por isso, através da escrita literária, Maria do Rosário Vaz, neste seu livro, “possibilita a leitura reflexiva e aberta a variadas interpretações”, salienta Maria Jorgete Teixeira, na apresentação do livro «Escrita Literária: Leituras», de Maria do Rosário Vaz.

No Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro, realizou-se a sessão de lançamento do livro «Escrita Literária: Leituras», de Maria do Rosário Vaz. Uma obra com a chancela da editora «Alfarroba».
Uma sala cheia que Rosário Vaz, comentou, como sntir, o viver de – “mais um momento de muitas cumplicidades”.

Amizades “inteiras e desinteressadas”

Maria Jorgete Teixeira, autora do prefácio, sublinhou a importância da Biblioteca Municipal do Barreiro como “local dedicado à leitura e à democracia”.
Referiu que a sua ligação a Rosário Vaz é “uma amizade construída e consolidada em lutas várias”, que “bebe” das mesmas “causas” e “afectos”.
Recordou que Rosário Vaz, nasceu no Alentejo e veio viver para o Barreiro, terra onde “ancorou” e onde desenvolveu amizades “inteiras e desinteressadas”.

Uma mulher de uma grande generosidade

“É vasta a sua intervenção em projectos de âmbito cientifico e pedagógico dentro da área da língua portuguesa, da Literatura Infanto -Juvneil ”, disse Maria Jorgete Teixeira.
Salientando que a actividade de Rosário Vaz foi cultivada, ao longo de anos, de forma permanente, no concelho do Barreiro e na região de Setúbal.
“Foi no ano de 2009 que a conheci mais de perto, uma mulher de uma grande generosidade, que se entrega a várias causas”, disse.
Sublinhou que Rosário Vaz foi sempre de uma “entrega com total alegria e entusiasmo” em “defesa da cidade que sentia sua, aberta, preservadora de todas as memórias”, dando o exemplo do seu empenho na dinamização do grupo «Amigos do Barreiro Velho».
Recordou a sua voz critica e insistente, nas reuniões da Assembleia Municipal do Barreiro. Recorde-se que foi eleita deputada municipal, pelo Bloco de Esquerda.

Literatura faz parte do seu percurso de vida

A literatura faz parte do seu percurso de vida, por isso, através da escrita literária, Rosário Vaz, neste seu livro, “possibilita a leitura reflexiva e aberta a variadas interpretações”, salienta Maria Jorgete Teixeira.
Recorda que a obra é constituida por duas partes distintas, a primeira que faz uma abordagem de autores e as suas obras – Manuel da Fonseca, Lidia Jorge, José Saramago, Antero Quental, Ruy Cinatti e Sophia de Mello Breyner Andresen.
Na segunda parte aborda a literatura oral como património cultural e a ligação da literatura à escola.

Uma vida “a ensinar e a aprender”

Rosário Vaz, referiu que um livro terá sempre “o valor” dado pelos leitores e editores.
Expressou a sua satisfação por estar a viver - “mais um momento de muitas cumplicidades”.
Recordou o caminho de vida que percorreu para a vida da docência que, desde a primeira hora que abraçou, concluiu – “não me vejo a fazer outra coisa”.
“O cardo que há-de picar, nasce logo com o bico”, recordou.
Foram 38 anos de dedicação ensino, uma vida – “a ensinar e a aprender”.

Imaginário de pedras de escrita solta

Referiu que levou muito tempo a decidir se avnaçava, ou não, com a edição deste livro – “devo ou não partilhar”, o conjunto de textos que foram apresentados a diferentes tipos de públicos, que são a abordagem de diferentes obras, assuntos e autores.
“Não se trata de um romance”, disse, acrecentando – “são textos de reflexão”, “textos diferentes, muito diferentes”, de um olhar sobre o outro – autores consagrados.
“É o imaginário de pedras de escrita solta”, disse.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/pg/jornalrostos/photos/?tab=album&album_id=10156445291587681

30.09.2019 - 16:47

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2019 Todos os direitos reservados.