Conta Loios

reportagem

Barreiro -Rosto do Ano 2019 Associativismo
SOS Bicharada sobrevive pela boa vontade amigos

Barreiro -Rosto do Ano 2019  Associativismo<br>
SOS Bicharada sobrevive pela boa vontade amigos . Actualmente estão recolhidos 149 gatos no Gatil

. Há verbas na Direcção Geral Veterinária mas a Câmara Municipal do Barreiro não concorre

. Pessoas no desemprego fruto da pandemia recorrem à SOS para manter seus animais.

A SOS Bicharada - Associação de Defesa Animal do Barreiro, foi distinguida como «Rosto do Ano 2109», na área do Associativismo.
Este ano devido à pandemia não realizaremos a cerimónia de entrega dos Diplomas, iremos entregar, um a um, a cada um dos distinguidos.

Hoje à tarde, procedemos à entrega do primeiro diploma dos agraciados com a distinção «Rosto do Ano 2019, neste caso à SOS Bicharada - Associação de Defesa Animal do Barreiro.
Visitámos o Gatil, no Parque Empresarial da Baía do Tejo, um espaço que é mantido graças ao trabalho voluntário, quer através de recolha de fundos, quer venda de artesanato, um trabalho feito com muta paixão e entrega.

O único apoio financeiro que tivemos foi 150 euros

Cristina Nogueira, da «SOS Bicharada - Associação de Defesa Animal do Barreiro», recorda-nos que, ontem, dia 22 de Novembro, foi celbarado o 18º aniversário.
Desde 2002 que com o trabalho voluntário é mantida, esta associação ao serviço da comunidade.
Actualmente estão recolhidos 149 gatos no Gatil da SOS Bicharada – “não estamos a aceitar mais, nem podemos aceitar mais” , sublinha Cristina Nogueira.
Se a situação era dificil a actual situaçao de pandemia veio complicar o trabalho da associação, não há condições de venda de artesanato, nem de recolha de fundos.
“O único apoio financeiro que tivemos foi 150 euros, da União de Freguesia do Barreiro e Lavradio. Nós não queremos dinheiro, bastava que nos oferecessem areias e alimentos”, refere.

Nós não vamos voltar as costas aos animais.

Nós não vamos voltar as costas aos animais. Há situações preocupantes idosos que morreram e os seus animais ficaram abandonados. Nos fomos recolhe-los. O Barreioro está minado de nuinhdas de gatos. Há verbas para esterelização e para intervir, na Direcção Geral Veterinária,mas a Câmara Municipal do Barreiro, não concorre. É uma situação muito complicada, salienta Cirstina Nogueira.

Ninguém nos contacta. Ninguém nos diz nada.

Conseguimos manter a nossa actividade porque há um conjunto de pessoas que nos apoia e dá um contributo mensal. Temos uma despesa que ronda os 2. 500 euros mensais.
Hoje, há pessoas no desemprego, fruto da pandemia, que possuem animais e recorrem ao nosso apoio para continuar a manter os seus animais de estimação.
“Há situações que, até, temos que ajudar essas pessoas. É um tempo muito dificil, e ninguém nos ajuda, ninguém nos dá apoio. Este ano nem pudemos realizar a nossa festas de aniversário que sempre era um momento para obtermos alguns apoios. É dificil!. São tempos muito dificeis. Ninguém nos contacta. Ninguém nos diz nada, comenta Cristina Nogueira.

S.P.


Nota – Para quem desejar ter um gesto de apoio à SOS Bicharada aqui fica a lista de produtos que podem ser oferecidos. Uma grande ajuda. Colabore.

-Patés de gato e cão
-Patés para gatos bebés
-Areão
-Ração Veterinária Renal e Gastrointestinal
-Precisam 3 peitorais fortes, tamanho grande, para o Max, Lua e Vitória
-Detergentes, sacos para lixo, rolos de papel.

23.11.2020 - 18:50

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.