Conta Loios

reportagem

Maria João Figueiredo, Presidente da Direcção do Futebol Clube Barreirense
Chegaram a ser 200 pessoas a treinar on line

Maria João Figueiredo, Presidente da Direcção do Futebol Clube Barreirense<br />
Chegaram a ser 200 pessoas a treinar on line . Voluntariado faz parte da vida diária do clube

Maria João Figueiredo, Presidente da Direcção do Futebol Clube Barreirense, no decorrer da sessão solene evocativa do 111º aniversário do clube sublinhou que o clube “preocupa-se com a formação aos atletas de todas as modalidades, mas preocupa-se em formar homens e mulheres”.
Perante todas as dificuldades fruto da pandemia o clube - “não diminuiu o número de atletas, aumentou o número de atletas”, disse.

O Futebol Clube Barreirense assinalou o seu 111º aniversário, numa Sessão Solene que decorreu no Pavilhão do Ginásio-Sede, que contou na mesa que presidiu à sessão com a presença de Carlos Pires, Presidente da Mesa da Assembleia Geral do FCB, Maria João Figueiredo, Presidente da Direcção, André Pinotes Batista, Presidente da Assembleia Municipal do Barreiro, Frederico Rosa, Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, António Guerreiro, da Federação de Ginástica Portuguesa, Francisco Cardoso, Presidente da Associação de Futebol de Setúbal e Paulo Fonseca, Treinador e antigo atleta do FC, como Prelector, convidado.

Ambição de construção de um pavilhão

Carlos Pires, Presidente da Mesa da Assembleia Geral recordou as origens e a história do clube, sublinhado que o clube sempre criou empatias e ganhou raízes com as gentes locais, fortalecendo ao longo dos anos a sua identidade, sendo nos dias de hoje “uma referência maior no desporto nacional”, e “uma oficina de excelência” em diversas modalidades – “um passado que a todos orgulha”.
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral afirmou que este é um tempo de “recuperação da esperança”, e, apontou a necessidade de ser promovida uma campanha de admissão de novos associados, perante a redução de associados que tem sido registada.
Referiu que continua presente nas ambições do clube a ambição de construção de um Pavilhão, recordando que há um deficit de infraestruturas desportivas, um problema que é do clube e da cidade.

O mais importante são as pessoas

Maria João Figueiredo, Presidente da Direcção do Futebol Clube Barreirense, que, recordou ser o presidente nº 50 a exercer o cargo, sublinhou que foi naquele pavilhão – “que me apaixonei pelo Futebol Clube Barreirense”.
A presidente de direcção do FCB afirmou que a vida de 111 anos do clube foi marcada por anos de resiliência, de mudanças, de alegrias, de tristezas, mas – “de muita garra do Futebol Clube Barreirense, de muita mística, muita atitude, e principalmente muita paixão”.
“O mais importante são as pessoas, eu gosto de estar rodeada por pessoas, são as pessoas que fazem a diferença na vida, com trabalho com os directores, com os treinadores, com os colaboradores, são essas pessoas que fazem a diferença, mas, no Futebol Clube Barreirense há muito mais que pessoas, vai muito mais além das pessoas, há uma instituição – o Futebol Clube Barreirense. As pessoas passam e a instituição fica, esta casa fica estas paredes ficam, as pessoas passam por cá. Vejo aqui caras que já foram presidentes, vejo caras que já foram treinadores, vejo cara que já foram jogadores, vejo aqui muitas caras que conheço e muitas caras com as quais já chorei de alegria. O que quero dizer é que hoje estou cá, estou a servir o Futebol Clube Barreirense. Amanhã estará outra mulher, outro homem, outra pessoa”, disse Maria João Figueiredo, a primeira mulher presidente da Direcção do Futebol Clube Barreirense.
“Mulheres está na hora de serem sócias. Mães sejam sócias do Futebol Clube Barreirense”, disse a dirigente.

Não diminuiu o número de atletas, aumentou o número de atletas

Na sua intervenção, Maria João Figueiredo, salientou que o Futebol Clube Barreirense preocupa-se com a formação aos atletas de todas as modalidades, mas preocupa-se em formar homens e mulheres, e, abre as suas portas de forma solidária através de protocolos com diversas instituições, permitindo a jovens carenciados praticar desporto.
Referiu que os “últimos dois anos foram dos anos mais difíceis”, porque deparamos com um vírus, um factor externo à nossa vida, que veio estragar os planos para o desporto, para as empresas, mas apesar de todas as dificuldades o Futebol Clube Barreirense “não perdeu atletas, não diminuiu o número de atletas, aumentou o número de atletas”, e agradeceu a todos os atletas e treinadores, os pais, os avós, que acreditaram, e continuar a treinar na formação on line, atrás de um computador – “chegaram a ser 200 pessoas a treinar on line”.
“Obrigado, por terem acreditado. É isto que faz a diferença do Futebol Clube Barreirense”, disse.

Voluntariado faz parte da vida diária do clube

Maria João Figueiredo, recordou que o voluntariado faz parte da vida diária do clube, pais que ajudam, pessoas que ajudam- “isto não devia perder-se, isto é muito importante. Isto faz a diferença. Nós não somos profissionais na Direcção”.
“Nós não somos perfeitos, amanhã estarão cá outros que também não serão perfeitos”, salientou.

Coisas que são factos

A presidente da Direcção do Futebol Clube Barreirense, fez questão na sua intervenção de de referenciar, “coisas que são factos”.
No futebol, a geração de 2008, está em 2º lugar no campeonato Distrital da 1ª Divisão; a geração de 2007, Campeonato Nacional Sub15, tem 11 vitórias e um empate, na segunda fase, onde o clube obteve a melhor classificação de sempre, com atletas que foram chamados à selecção nacional; equipa de juvenis está em 1º lugar no Distrital, muito próximo do objectivo de subir aos campeonatos nacionais; os juniores atingiram o objectivo da manutenção no campeonato nacional – “isto conta, porque faz parte do crescimento da formação”, porque é fruto de um trabalho desta direcção coordenado por Dinis Sousa e todos os treinadores que o têm acompanhado.

Futsal não temos espaço para treinar

No Futsal – “temos um problema muito grave, não temos espaço para treinar”. Temos atletas.
“Queremos começar com a Academia do Futsal e não temos condições”, disse.
Os juniores foram campeões distritais, apuraram-se para segunda fase do nacional, só com vitórias.
Os juvenis foram campeões distritais, apurados para o nacional. Os iniciados estão apurados para segunda fase da Taça Nacional.
O Futebol Clube Barreirense é o clube com a maior formação a nível nacional.

Basquetebol - vamos estar na final four nacional

No Basquetebol, uma modalidade mística do Futebol Clube Barreirense, foi Campeão Distrital nos SUB16 e SUB 18, e, “preparem-se vamos estar na final four nacional”.
Podai continuar pela ginástica, pelo Xadrez, que se fartam de ganhar títulos, pelo Kickboxing, com imensos títulos, pela Natação - “É um orgulho de factos”, disse Maria João Figueiredo.

Digam-me cara a cara

“Estou sempre aberta a opiniões e sugestões dos sócios, para melhorar, sempre com ideias que sejam construtivas, mas, por favor não as digam nas redes sociais, que isso para mim não me diz nada, não as leio, não as vejo, digam-me cara a cara.”, afirmou.
A Presidente da Direcção do FCB disse que, - “quando quiserem falar do Futebol Clube Barreirense, digam-me. Eu marco uma reunião.”
“É um privilégio estar aqui. Provavelmente em 2023, haverá eleições e estará outra pessoa”, comentou a finalizar, Maria João Figueiredo, numa intervenção feita com emoção e intensamente aplaudida pelos presentes no Ginásio-Sede do Futebol Clube Barreirense.

S.P.

09.05.2022 - 16:11

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.