Conta Loios

reportagem

Teatro Projéctor inaugura novo espaço cultural no Barreiro
“Há 26 anos que andamos com a casa às costas»

Teatro Projéctor inaugura novo espaço cultural no Barreiro<br />
“Há 26 anos que andamos com a casa às costas» Foi ontem à noite, na antiga Escola Primária nº 4, na Rua Professor Vicente França, na zona da antiga freguesia da Verderena, que decorreu a cerimónia simbólica que marcou a abertura do novo cultural, no concelho do Barreiro.

A sessão decorreu numa sala onde estão expostos os cartazes que recordam a história das produções teatrais do Grupo de Teatro Projéctor desde 1997.
Na abertura, Luciano Barata, encenador e actor, tendo como música de fundo a música de Vangelis – A conquista do Paraíso - recordou que a cedência deste espaço ao Teatro Projéctor remonta aos mandatos da CDU, assunto que foi ainda analisado com a ex-vereadora Regina Janeiro, no ano de 2017.
Sublinhou que a gestão PS, assumiu o processo, tendo sido atribuído o espaço da escola ao Projéctor, através de um Protocolo, em Outubro do ano 2021.

Ajudem-nos a construir a bancada

Referiu que a sala, onde os presentes irão assistir ao espectáculo, que assinala a inauguração, conta com 50 lugares, numa bancada improvisada e lugares térreos.
Manifestou o desejo de até ao final do ano ser concretizada a instalação de uma bancada em condições, proporcionando outras condições à sala de espectáculos.
“Nós precisamos de construir uma bancada, por isso fazemos uma pelo à vossa generosidade e quem quiser partilhar mais um euro, não é uma esmola, na nossa caixa podem colocar um euro, que nós agradecemos do fundo do coração”, disse.

Há 26 anos que andamos com a casa às costas

Após a sessão inaugural foi leavada a cena a 41ªa produção teatral do Teatro Projéctor, com textos de Gil Vicente, baseados na sua peça «O Velho da Horta», encenados por Abílio Apolinário.
A peça tem como título «De lá para aqui…».
A este propósito, Luciano Barata sublinhou que “há 26 anos que andamos com a casa às costas, então temos andado de lá, de lá, de lá, e agora, de lá para aqui”.
“Estamos muitos contentes de vocês virem partilhar este dia connosco”, afirmou Luciano Barata.

É uma honra que estejam presentes nesta inauguração

Abílio Apolinário, encenador do espectáculo do dia da inauguração, agradeceu a presença de todos e sublinhou – “é uma honra que estejam presentes nesta inauguração”.
Salientou que a peça encenada, -“foi o texto que achamos mais apropriado para inaugurarmos esta sala. Havemos de fazer mais espectáculos aqui, acredito que hoje vão ver um bom espectáculo.”
E assim de forma simbólica, ao sabor de um moscatel, com o som de fundo da música de Vangelis, como quem parte à descoberta de Um novo mundo, trocando palavras, com aqueles que quiseram viver este dia de grande emoção, que se sentia a florir nos olhos, para quem andou 26 anos de lá para cá, de cá para ali, ontem, finalmente, viveu o instante de lá para aqui…dia Vinte e nove de julho, do ano da graça de Dois Mil e Vinte e Dois, o Grupo de Teatro Projéctor inaugurou um novo espaço cultural no concelho do Barreiro.

Um investimento que rondou 18 mil euros

Para dar condições e dignidade ao espaço da Escola, pelo que apurámos, para tal, ainda foi necessário, muitas horas de trabalho voluntário, em pinturas, rebocos, pequenas obras, dedicação e despesas de investimento, com um contributo da Câmara, mas que no essencial foram realizadas pelo próprio grupo que, disseram-nos, os melhoramentos concretizados terão rondado 18 mil euros.

S.P.

Nota – A peça «De lá para aqui…», com encenação de Abílio Apolinário, volta a cena esta noite, pelas 21h30.

30.07.2022 - 19:05

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.