Conta Loios

reportagem

Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro no Barreiro
Estamos com menos 16% de criminalidade grave no Distrito de Setúbal

Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro no Barreiro<br />
Estamos com menos 16% de criminalidade grave no Distrito de Setúbal . Contratos Locais de Segurança darão uma razão prática a uma estratégia integrada de segurança urbana

. Investimento na nova esquadra do Barreiro Velho na ordem de 1 milhão e meio de euros

O Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, ontem, no decorrer da inauguração da nova esquadra da Polícia de Segurança Pública, no Barreiro Velho, sublinhou que este equipamento beneficiou da recente colocação de mais 49 novos agentes da PSP no Distrito de Setúbal.
Salientou que estas novas instalações se enquadram numa das preocupações do governo de “garantir um policiamento de proximidade”.

José Luis Carneiro, recordou que os indicadores de segurança, relativamente a Portugal, “nos colocam entre os países mais pacíficos do mundo”.
José Luis Carneiro referiu que para estar a efectuar esta cerimónia, outros que antecederam deram o seu contributo, saudando Eduardo Cabrita, entre outros, que quer na Administração Central, quer na Câmara Municipal, trabalharam para este projecto – “isto é mesmo um percurso de estafeta”, cada um vai deixando ficar o seu contributo e “vamos melhorando como comunidade” as nossas condições de vida.

O Ministro da Administração Interna, salientou que o Distrito de Setúbal, comparativamente aos indicadores de segurança, entre 2019 e 2022, que estes são comparáveis, dado que 2020 e 2021, foram anos de pandemia e não são resultados comparáveis, mostram que – “estamos com níveis muito equivalentes na criminalidade geral no distrito de Setúbal, mas estamos com menos 16% de criminalidade grave”.

Investimento na nova esquadra do Barreiro Velho na ordem de 1 milhão e meio de euros

José Luis Carneiro recordou que o é de co-responsabilidade entre a Administração Central e a Administração Local, contribui para garantir um dos objectivos do governo para todo o país, que é uma modernização das infraestruturas e equipamentos para garantir “outras condições de dignidade no exercício das funções profissionais”.

Investimentos no Seixal e Almada

O Ministro da Administração Interna salientou que nos investimentos previstos, no orçamento de estado para 2023, estão programados outros investimentos no Distrito de Setúbal, nomeadamente: na Divisão do Seixal, um investimento de 2.7 milhões de euros; a reabilitação da Divisão Policial de Almada, com um investimento superior a meio milhão de euros, assim como a reabilitação da Esquadra da Cruz de Pau, num valor próximo de 1 milhão de euros.
Referiu que o distrito de Setúbal foi reforçado com 49 novas viaturas, mais de 400 armas e acessórios e mais de 1500 equipamentos de protecção individual, permitem melhor e maior operacionalidade.
Salientou que no distrito para além de 49 agentes da PSP, foram colocados 112 agentes da GNR.

Uma estratégia integrada de segurança urbana

José Luis Carneiro, num nota final, abordou o conceito estratégico de segurança interna que se deverá articular com o conceito estratégico de defesa nacional, um conceito que permitirá o enquadramento conceptual e global a uma abordagem que tem que ver com o investimento na melhorias da infraestruturas, dos equipamentos e dos níveis de operacionalidade das forças de segurança, que ligou ao objectivo de rejuvenescimento, para reforçar os meios humanos, nestas forças – “que são a garantia dos direitos, das liberdades e das garantias fundamentais dos cidadãos”.
O Ministro da Administração Interna salientou que toda esta estratégia tem que ser equacionada com a alteração de paradigma que tem a ver com a modernização da infraestrutura tecnológica, preparando para a previsão e antevisão daquilo que são ameaças, perspectivando – “os futuros Contratos Locais de Segurança darão uma razão prática aquela que é uma estratégia integrada de segurança urbana, que está sendo trabalhada e, em breve, será apresentada à 1ª Comissão da Assembleia da República”.
Sublinhou que os Contratos de Locais de Segurança Local visam o envolvimento de várias dimensões do desenvolvimento humano, onde deve estar a Justiça, a Saúde, a Habitação, o Transportes, a mobilidade – “onde deve estar a qualidade do espaço público, onde a cidadania se manifesta, se exprime e se realiza na plenitude”.
“Esse esforço da estratégia integrada da segurança urbana será acompanhado com esse investimento nas infraestruturas, na capacitação dos nossos recursos humanos, e, por outro lado, com a articulação com as tecnologias de informação e comunicação”, disse.

VER FOTOS
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.544698430997309&type=3

15.11.2022 - 00:41

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2022 Todos os direitos reservados.