Conta Loios

reportagem

No Parque Empresarial da Baía do Tejo
SOS Bicharada celebra 20 anos de vida a salvar animais

No Parque Empresarial da Baía do Tejo <br />
SOS Bicharada celebra 20 anos de vida a salvar animais No passado domingo, a SOS Bicharada - Associação de Defesa Animal do Barreiro», que mantem, com voluntariado, o gatil no Parque Empresarial da Baía do Tejo, celebrou o seu 20º aniversário.

“Neste aniversário, o que tenho a dizer a todos os amigos que aqui marcam presença, a todos deles digo: Muito Obrigado. Um obrigado do coração.”, diz-nos Cristina Nogueira, presidente da Direcção da SOS Bicharada.

A SOS Bicharada - Associação de Defesa Animal do Barreiro» foi fundada no dia 22 de Novembro, mas a festa da efeméride decorreu este domingo, dia 27 de novembro, com a presença de amigos e voluntários. A Câmara Municipal do Barreiro esteve representada pelo Vereador Carlos Guerreiro, responsável pela Quinta do MIAO.
A festa estava animada, dando um ambiente colorido ao Gatil, com o «Mercado de Artesanato e Livros», tendo por objectivo de recolha de fundos para a instituição.

Uma equipa que se entrega com amor a esta causa

Cristina Nogueira, presidente da Direcção da SOS Bicharada é, na verdade, há 20 anos o rosto desta associação de voluntários. Ela e sua equipa que se entrega com amor a esta causa continuam a manter vivo este projecto, superando etapas e tempos difíceis, co mo aconteceu nos dias de pandemia, situação que deu origem a um aumento de animais recolhidos no GATIL da SOS Bicharada.
“Já era altura do pessoal mais novo dar um passo em frente e assumir o meu lugar que, de boa vontade cedo e, como é óbvio, continuaria ligada ao projecto, embora sem manter esta responsabilidade que exerço há 20 anos. Temos que dar o lugar aos mais novos porque eles é que são o futuro”, comenta Cristina Nogueira, num breve diálogo com o jornal «Rostos».

A partir de janeiro vamos ter que fechar as entradas de animais

A presidente da Direcção da SOS Bicharada, salienta que na actual situação a associação – “está com um problema e a partir de janeiro, vamos ter que fechar as entradas de animais, até conseguirmos voluntários. Neste momento faltam voluntários para limpar, para tratar dos animais e, esta é a realidade, sem voluntários não conseguimos fazer nada e ter as respostas necessárias”.
Neste momento a SOS Bicharada tem cerca de 180 gatos no GATIL – “o número de voluntários que temos neste momento não conseguem dar a resposta para todas as necessidades. Por isso não podemos assumir mais animais com estas condições. Nós nunca na vida vamos voltar as costas, temos é incapacidade de dar resposta a certas situações, porque não temos condições, faltam voluntários”.

Estou feliz com o trabalho que fazemos.

“Neste aniversário, o que tenho a dizer a todos os amigos que aqui marcam presença, a todos deles digo: Muito Obrigado. Um obrigado do coração.”, diz-nos Cristina Nogueira, e, registamos que nos seus olhos uma gota de ternura – “estou a ficar um bocado sentimentalona”.
“Sinto-me feliz. Estou vivas. Estou feliz com o trabalho que fazemos. Sinto-me feliz com isto”, comenta.
Recorde-se que o trabalho desenvolvido pela SOS Bicharada é mantido graças ao trabalho voluntário, quer através de recolha de fundos, quer venda de artesanato, um trabalho feito com muita paixão e entrega.
Cristina Nogueira, é a líder de uma equipa de voluntários que ao longo destes 20 anos tem mantido esta associação, prestando um relevante serviço à comunidade.
Uma forma de dar o seu contributo para a SOS Bicharada é adquirir o calendário ou oferecer produtos. Um pequeno gesto será uma grande ajuda.

Colabore. Tome nota dos produtos que pode doar:

-Patés de gato e cão
-Patés para gatos bebés
-Areão
-Ração Veterinária Renal e Gastrointestinal
-Detergentes, sacos para lixo, rolos de papel.

VER FOTOS

https://www.facebook.com/media/set/edit/a.555790733221412

29.11.2022 - 23:07

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2023 Todos os direitos reservados.