Conta Loios

moldura

Fórum Cidadania Barreiro XXI promove Debate online
Combater as desigualdades sociais, apostando na inclusão social e na valorização da diversidade e da interculturalidade

Fórum Cidadania Barreiro XXI promove  Debate online<br />
Combater as desigualdades sociais, apostando na inclusão social e na valorização da diversidade e da interculturalidade O Fórum Cidadania Barreiro XXI vai promver na próxima sexta-feira, dia 29 de janeiro, pelas 21h30, mais um debate on line, tendo como tema: «Combater as desigualdades sociais, apostando na inclusão social e na valorização da diversidade e da interculturalidade».

Fórum Cidadania Barreiro XXI

DEBATE ONLINE – 29 de Janeiro 2021 – 21h30
Acesso: https://cidadania21.com/events/desigualdade/

Combater as desigualdades sociais, apostando na inclusão social e na valorização da diversidade e da interculturalidade

Não é possível intervir nos problemas sociais, sem simultaneamente contribuir e interligar com um conjunto de respostas ao nível da educação, habitação, saúde, qualificação profissional, emprego e cultura, que em última análise e quando não adequadas promovem a exclusão e a iniquidade.
Sendo este o quadro geral, há áreas específicas: violência doméstica, pessoas sem-abrigo e grupos marginalizados, que exigem respostas dedicadas (mas que não podem promover a guetização, antes a inserção comunitária) e interligadas com o quadro mais geral, bem como territórios particularmente vulneráveis que exigem uma intervenção urgente, nomeadamente a Quinta da Mina, o Bairro das Palmeiras, o Barreiro velho, o Bairro Alves Redol, a Quinta da Amoreira, o Bairros 25 de Abril e o Bairro da Caixa.
Estamos numa área de intervenção complexa que implica intervenção em rede, numa perspectiva integrada.

Moderação
Núria Simões Coelho
Oradores

António Brito Guterres
Investigador com acesso privilegiado a bairros da Área Metropolitana de Lisboa cuja realidade é completamente desconhecida pela maior parte das pessoas. António é membro do DINÂMIA’CET – Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território, grupo em que faz investigação. Em paralelo ao trabalho académico, António tem estado envolvido em inúmeros projetos de desenvolvimento territorial que lhe permitem ter uma visão pessoal da realidade do território. Foi, por exemplo, chefe de projeto da Iniciativa Bairros Críticos – Operação Vale da Amoreira e coordenador do Centro de Experimentação Artística deste mesmo bairro. Presentemente, para além do trabalho que continua a desenvolver com várias organizações locais nos bairros, colabora com a Fundação Aga Khan Portugal, que promove o desenvolvimento social, e está envolvido na criação de uma série de ficção sobre a diversidade de quotidianos e imaginários da Área Metropolitana de Lisboa.

Olga Mariano
Mediadora sociocultural, escritora, ativista pelos direitos da comunidade cigana.
Cofundadora das associações AMUCIP – Associação para o Desenvolvimento das Mulheres Ciganas Portuguesas, Letras Nómadas – Associação de Investigação e Dinamização das Comunidades Ciganas e Agarrar Exemplos – Associação e Desenvolvimento e Promoção das Comunidades Ciganas.

Paula da Costa
Professora de português para estrangeiros.
Consultora de projectos contra a MGF (mutilação genital feminina) na Guiné-Bissau desde 2001. Participou em vários encontros nacionais e internacionais sobre a MGF. Membro do grupo ACVG Pela Igualdade-Barreiro, grupo de cidadãos e cidadãs contra a violência de género;

Renato Miguel do Carmo
Professor associado do departamento de sociologia do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.
Investigador no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL), Portugal. Atualmente é diretor do Observatório das Desigualdades, subdiretor do CIES-IUL, e coordenador científico do COLABOR. Tópicos como as desigualdades sociais e territoriais, o Estado social, as políticas públicas, as mobilidades espaciais, e o capital social têm sido os temas principais da sua investigação e dos projetos que coordenou e coordena.

Recentemente publicou nas revistas: European Societies, Journal of Civil Society, Sociologia Ruralis, Time & Society, Sociological Research Online, Geoforum, Community Development, European Planning Studies, entre outras. Publicou 26 livros (18 como editor e 8 como autor e coautor), quatro dos quais publicados em editoras internacionais (Berghahn, Palgrave, Springer, Annablume).

Preside ao grupo de trabalho sobre indicadores de desigualdades sociais do Conselho Superior de Estatística - Seção permanente de estatísticas sociais (INE). Desde a finalização do doutoramento recebeu vários prémios: prémios científicos ISCTE-IUL por artigos publicados em revistas internacionais com elevado impact factor em 2010, 2014, 2015, 2018; Prémio Bartolomeu Dias, para o melhor artigo publicado em revistas nacionais (no ano de 2008) na área dos estudos regionais (Associação Portuguesa de Desenvolvimento Regional, APDR); Prémio Especial Júri 2009, destinado a galardoar o melhor artigo da autoria de jovem investigador publicado na revista Análise Social em 2008, atribuído pelo artigo “Da Escala ao Território: para uma reflexão crítica do policentrismo”.

27.01.2021 - 18:09

Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2021 Todos os direitos reservados.