Conta Loios

reportagem

Debates nas Festas do Associativismo
“A memória dos JJB é fundamental manter para projectar o futuro”

“A memória dos JJB é fundamental manter para projectar o futuro”
- salientou Amílcar Romano, Vereador do Pelouro do Desporto e Associativismo

No âmbito das Festas do Barreiro, cujo tema central este ano é o “Associativismo” têm vindo a realizar-se debates procurando uma abordagem de temas relacionados com a importância do associativismo na dinamização desportiva e cultural da cidade.
No Pavilhão do Associativismo, decorreu o debate tendo como tema – “Jogos Juvenis do Barreiro : a evocação de uma epopeia desportiva”, no decorrer do qual foi salientado o contributo deste projecto desportivo e cultural no desenvolvimento da cidadania barreirense.

Os Jogos Juvenis do Barreiro foram um fenómeno desportivo que marcou diversas gerações de barreirenses.
Esta epopeia desportiva teve o seu inicio no dia 16 de Agosto de 1964, há precisamente 40 anos.
O Professor José Salgueiro, atleta dos JJB, recordou como naquele tempo acontecia que os jovens “chorávamos para não ir de férias, porque queríamos ficar no Barreiro para participar nos Jogos Juvenis”.
Salientou, igualmente, como a sua participação enquanto atleta nos JJB foi decisiva para a sua opção profissional.
Recordou que os Jogos Juvenis do Barreiro tinham a componente desportiva e a componente cultural – “existia uma pedagogia desportiva”.

Formar cidadãos

O Professor José Esteves, investigador do fenómeno desportivo, começou por evocar a figura de Augusto Pereira Valegas, o criador dos JJB – “a preocupação do Valegas e seus colaboradores era formar cidadãos”.
“A preocupação dos JJB era ajudar a formar cidadãos, eram Jogos desportivos e culturais. Um projecto originalíssimo, um fenómeno de promoção do desporto de massas e uma forma de concretizar a prática democrática desportiva .” – salientou o Professor José Esteves.
“Os Jogos Juvenis do Barreiro estão na história do desporto em Portugal” – referiu o Professor José Esteves.
A encerrar saudou a presença da esposa, filha e neto de augusto Pereira Valegas, presentes a assistir a esta evocação dos JJB.

Cidadania Livre

O vereador Amílcar Romano, salientou que o debate deste tema é aliciante, porque os JJB fazem parte da nossa memória – “os JJB foram determinantes na formação da cidade e de uma cidadania livre”.
Salientou que o Barreiro sempre teve uma rede de associações que se assumiram como “agentes de prática desportiva regular”.
Na sua opinião “A memória dos JJB é fundamental manter para projectar o futuro”.

JJB e associativismo

Seguiu-se um período de debate, no âmbito do qual foram expressas diversas opiniões quer sobre a actualidade do desporto em Portugal, quer sobre a importância dos JJB na formação de desportistas, técnicos e dirigentes.
Foi recordado que, por exemplo, nenhum atleta era reconhecido como praticante nos JJB sem que, previamente, fosse submetido à inspecção médica, algo que foi inédito e inovador em Portugal.
“Se o Barreiro é forte no associativismo e no desporto deve-se muito aos Jogos Juvenis do Barreiro” – foi referido.
Um debate animado. Uma noite que contribuiu para recordar memórias da cidade.



Imprimir   imprimir

PUB.

Pesquisar outras notícias no Google

Design: Rostos Design

Fotografia e Textos: Jornal Rostos.

Copyright © 2002-2020 Todos os direitos reservados.